| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

Relato

Page history last edited by PBworks 13 years, 9 months ago
    • RELATO DA EVOLUÇÃO DO PROJETO**

 

Por se tratar de um trabalho em equipe nós do projeto 13 CERABELHAS, nos reunimos conforme proposta da aula presencial e a partir da proposta da aula presencial e a partir da questão norteadora, elencamos certezas provisórias e dúvidas temporárias.

Essas considerações foram percebidas por nós como um diagnóstico prévio de conhecimentos a cerca da problematização norteadora do nosso projeto.

Retomando o projeto na etapa a distancia, partimos para a busca de referenciais que estivessem contribuindo para o conhecimento cientifico. Selecionamos material bibliográfico, sites e agendamos uma visita a um apicultor para entrevista e documentários com registros de filmagens, fotos e transcrição das falas.

Salientamos que a visita “in loco”, pois nesta busca refletimos sobre cada certeza provisória e duvida temporária. O apicultor é formado em biologia com Especialização na Apicultura e forneceu material de excelente qualidade , contribuindo muito com a evolução do nosso projeto.

A entrevista (filmagem) foi esclarecedora e sanou dúvidas existentes entre as próprias componentes do grupo. A partir das falas do apicultor, bem como a apresentação natural das colméias foi fundamental para a compreensão do processo que nos propomos investigar a produção da cera de abelha.

Relatamos que nem todas as certezas provisórias escritas pelos componentes do grupo eram verdadeiras, a exemplificar: “A cera é depositada nos favos”. Apos pesquisa verificamos que os favos são feitos de cera, contradizendo nossas certezas provisórias iniciais. Outra contradição: “A cera é amarela”, comprovamos que acera em seu estado natural apresenta-se branca e somente com o passar do tempo adquire a coloração do mel, escurecendo-a.

Além, das certezas provisórias iniciais podemos acrescentar mais algumas evidencias a partir de estudos realizados:

1-Os favos são feitos de cera;

2-A cera é utilizada na indústria de cosméticos e farmacêuticos;

3-O mel fica dentro do favo;

4-A cera é uma substancia oleosa;

5-No estado natural a cera é de cor branca;

6-O pólen é um alimento da abelha.

Porém, uma das certezas provisórias iniciais transformou-se em dúvidas que é: “A cera varia de acordo com o néctar da flor”. Desta forma percebemos que nossas certezas passaram por um processo de alterações, acréscimos e dúvidas.

Em relação ás dúvidas temporárias na conferencia, após estudos realizados chegamos as seguintes respostas:

 

1-A cera produz mel?

R-Não. A cera é mel concentrado.

 

2-Quando a abelha produz a cera? E quando produz o mel?

R-A abelha produz a cera quando ela sente a necessidade de favos o deposito do mel, tendo necessidade de fatores externos para secreção da cera, como: temperatura no grupo de abelhas de 33° à 36° em média, presenças de abelhas operárias com idade de 12 a 18 dias e alimentação abundante. Já o mel é produzido constantemente, pois o processo e etapas de evolução das abelhas são permanentes.

 

3-Quanto tempo leva para formar a cera?

R-A cera é produzida conforme a produção de mel, pois para cada 6 a 7 kg de mel são produzidas 1 kg de cera.

 

4-Cera e favo são a mesma coisa?

R-Não. Os favos são constituídos de cera.

 

5-Quais as etapas para se formar a cera?

R-Ela é secretada por quatro pares de glândulas ceríferas que se localizam do quarto ao sétimo segmentos do lado ventral do abdome das abelhas operárias com idade variando entre 12 à 18 dias.Essas glândulas ceríferas secretam a cera na forma líquida dissolvida em uma substancia volátil, que na superfície externa do tegumento se evapora, deixando as placas de cera. Cada placa é feita de uma ou mais secreções, possuindo uma espessura de 0,6 á 1,6 mm com peso médio de 1,3 mg. As operarias puxam estas escamas de cera para trás com o auxilio das patas traseiras e as levam as dianteiras e a boca, para serem amassadas e3 moldadas, utilizando a secreção das glândulas mandibulares.Centenas de abelhas operárias parti9cipam na edificação de um só alvéolo, sendo que cada operária pode manter-se em atividades pelo tempo médio de 1 minuto.

 

6-O que é breu?

R-O breu é uma resina pegajosa que se desprende do tronco da arvores e esta era a defesa da árvore contra ataque de insetos, não tem relação com a produção de mel , nem cera.

 

7-Por que a abelha produz a cera?

R- A cera é produzida pelas abelhas engenheiras de mel e pólen, sendo muito utilizada nas colméias para construção dos favos da colônia.É resultante da secreção de glândulas abdominais das operárias. È usada na confecção de favos para postura da rainha e para depósito de alimentos (polém e mel). Os apicultores reutilizam os quadros após a colheita do mel ou derretem os quadros envelhecidos e produzem novas lâminas de cera alvéolada para fornecimento ás colméias.Nas indústrias a cera de abelhas é muito utilizada na confecção de velas e na produção de cosméticos como batons, bases, entre outras.

 

8-A cera é doce?

R- O aroma, sabor e coloração da cera varia de acordo com a florada.

 

9-Só as abelhas operárias produzem a cera?

R- Sim, com idade entre 12 a 18 dias.

 

Registramos ainda, algumas dificuldades, encontradas durante a investigação da problematização. Citamos a dificuldade em coletar bibliografia e referenciais que expressem conhecimentos diversificados a cerca da nossa delimitação, que é a cera de abelhas, um componente dos produtos de abelhas. Apesar dos contratempos e dificuldades pessoais de cada componente, avaliamos a evolução do projeto no ambiente de aprendizagem como produtivo e de alta qualidade, oportunizando reflexões sobre o encaminhamento de projetos de aprendizagem.

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.